Destaques

Tags

Quais as principais regras para o uso do FGTS em financiamentos imobiliários?

Compartilhe:

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um recurso valioso que os trabalhadores brasileiros têm à disposição, e uma das maneiras mais comuns de utilizá-lo é no financiamento imobiliário. Essa opção oferece uma oportunidade única de aliviar o peso financeiro na conquista da casa própria. No entanto, é crucial compreender as regras que norteiam o uso do FGTS nesse contexto, para evitar surpresas desagradáveis e maximizar seus benefícios.

Elegibilidade do Imóvel

Antes de pensar em utilizar o FGTS, é fundamental verificar se o imóvel em questão está de acordo com as normas estabelecidas. O bem precisa ser destinado à moradia do titular, não pode ser objeto de financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e deve estar localizado no município de trabalho ou residência do beneficiário.

Regras para Titularidade

O titular do FGTS, ou seja, o trabalhador que possui os recursos depositados, pode utilizar o fundo em seu nome ou ser coobrigado no financiamento. Além disso, é possível utilizar o FGTS de parentes consanguíneos ou afins, como cônjuge e filhos, desde que se enquadrem nas exigências estabelecidas.

Prazo Mínimo de Trabalho

Existem critérios específicos relacionados ao tempo de trabalho para que o trabalhador possa utilizar o FGTS. Em alguns casos, é necessário ter pelo menos três anos de vínculo empregatício sob o regime do FGTS, enquanto em outras situações, como aquisição de imóveis na planta, o tempo mínimo pode ser reduzido.

Valor Disponível para Saque

O valor disponível no FGTS para uso no financiamento imobiliário não é ilimitado. Há um teto estabelecido, que varia de acordo com as condições do financiamento e a região do imóvel. É essencial verificar esse limite antes de planejar a utilização do fundo.

Quitação ou Amortização do Saldo Devedor

O FGTS pode ser utilizado para quitar ou amortizar o saldo devedor do financiamento. No entanto, é importante estar atento às condições contratuais, pois alguns contratos podem estabelecer limites para a utilização do fundo nessa modalidade.

Documentação Necessária

O processo de utilização do FGTS em financiamentos imobiliários demanda a apresentação de documentação específica. São comuns exigências como comprovantes de titularidade, extratos do FGTS, declarações e documentos do imóvel.

Procedimentos Junto à Instituição Financeira

O trabalhador interessado em utilizar o FGTS deve seguir os procedimentos estabelecidos pela instituição financeira responsável pelo financiamento. Normalmente, é necessário preencher formulários específicos e apresentar a documentação solicitada.

Quer alugar ou comprar?

Seja um apartamento à venda em Mauá ou apartamento para alugar em Santo André, o fato é que uma equipe de especialistas é o que você precisa para te ajudar. Entre em contato com os nossos profissionais e saiba mais!

Quer continuar acompanhando todas as nossas dicas? Siga o Blog da Total!

Aproveite para acompanhar as nossas redes sociais e ficar por dentro das novidades do mercado imobiliário.

Artigos recentes

porteira

O que é porteira fechada?

No universo dos negócios imobiliários, diversos termos específicos são utilizados para descrever tipos de transações e acordos. Um desses termos é “porteira fechada”, uma expressão

Leia mais »
Composição

O que é composição de renda?

A composição de renda é um conceito fundamental no planejamento financeiro familiar, especialmente em tempos de incerteza econômica. Muitas vezes, não é suficiente depender de

Leia mais »